terça-feira, 29 de dezembro de 2015

A sorte de varas


D.L.


5 comentários:

  1. Ofélia
    Gostaria muito de ler este artigo mas não o consigo fazer aqui.
    Assim, peço-lhe o favor de o enviar por email, caso seja possível.
    Desde já agradeço

    ResponderEliminar
  2. Aqui está um excelente artigo de opinião do saudoso Rogério Perez.
    Também concordo que é possível o toureio a pé sem a sorte de varas.
    Grato por ter enviado a cópia do artigo por email porque, na verdade, não o consegui ler aqui.
    Saudações taurinas

    ResponderEliminar
  3. Manuel,
    já sabe que, sempre que quiser, lhe envio o doc. por email, mas continuo sem perceber o motivo que impossibilita a leitura do que editei... coisas de computadores!...
    Saudações taurinas

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar